Pages

sexta-feira, 27 de maio de 2011

CHAVES DA VIDA REAL


Chaves, Quico, Nhonho e Godines estavam brincando de esconde-esconde. Era a vez do Nhonho contar e os outros se esconderem. O Quico que é muito burro sempre se escondia no mesmo lugar que o Chaves.
Eles (Quico e Chaves) se esconderam na casa do seu Madruga, que tinha saído. Eles ficaram olhando pela fresta da porta. O Chaves sem querer querendo ficava sarrando no Quico que empinava aquele bundinha linda dele (que fica mais bonita com a roupa de marinheiro). Eles já fizeram aquilo antes, foi o Chaves que aprendeu na rua e mostrou ao Quico, que adorou o sarro.
“Que bundinha, que você tem Quico!” dizia o Chaves, pois foi o mesmo que um menino de rua disse da bunda dele. “Levanta mais”
Quico empinou mais um pouco aquela preciosidade. “Ta bom?” perguntou o Quico.
“Ta sim” respondeu o Chaves.
Eles até aquele momento só sabiam se esfregar mesmo, mas naquele mesmo dia tudo mudaria.
Quico e Chaves veem seu Madruga chegando. Eles se assustaram e correram para a cozinha do seu Madruga, para não levarem cascudos ou beliscões. Se esconderam debaixo de uma mesa.
Chaves vê seu Madruga entrando, mas ele esta acompanhado do professor Girafales. O professor Girafales fecha a porta de chave. “Mas que estranho” Chaves e Quico dividiam esse mesmo pensamento. Seu Madruga abraça o professor Girafales, que corresponde ao abraço beijando seu Madruga cheio de desejo. Os dois estavam perdidos em seus desejos se beijavam e se esfregavam como loucos, como se estivessem com medo daquele momento terminar rápido.
Chaves e Quico não acreditavam no que estavam vendo, pensaram até que fosse alguma bruxaria feita pela bruxa do 71.
Em um piscar de olhos seu Madruga e professor Girafales ficaram nus. Chaves e Quico se assustaram com aqueles pênis enormes apontando para cima. Seu Madruga senta-se em seu sofá com as pernas abertas e olha para o professor Girafales com uma cara de cachorro pidão. Professor Girafales estava com vontade e quando viu aquela cara não resistiu e caiu de boca no pau do seu Madruga. Passava a ponta da língua por toda a extensão do pau de seu Madruga, que gemia baixinho. Girafales colocou as bolas de seu Madruga na boca brincou com elas, usando a língua. Seu Madruga estava gemendo alto, com os olhos fechados. Eles estavam perdidos de desejo, as paredes podiam cair que eles não parariam.
Chaves e Quico estavam muito concentrados naquela foda. Nem perceberam que estavam se masturbando.
O pau enorme de seu Madruga ia fundo na garganta do professor Girafales, que se mostrava-se um mestre em muitas áreas inclusive a de chupar. Seu Madruga fodia a boca do professor Girafales que chupava com muita vontade. Seu Madruga empurrava a cabeça do professor na direção do seu pau, pelos cabelos.
Aquela foda estava incrível.
.............
@paraaliviar

sexta-feira, 20 de maio de 2011

Sexo em público (FETICHE 9)

Quem nunca fez sexo num local inusitado e perioso (no sentido de ser pego fazendo sexo) não sabe o que esta perdendo, eu mesmo adoro sexo em locais perigosos e inusitados a adrenalina é maior e assim o tesão tbm, sexo muito mais gostoso.


terça-feira, 10 de maio de 2011

VÍDEOS DO PETO COAST :D!!

Olha ae meu sonho de consumo mostrando para que nasceu





A produtora que o contratou disse que ele não usa camisinha, porque os vídeos são destinados para pessoas que não gostam de camisinhas, mas que eles tem segurança com relação as doenças, pois todos tem que fazer exames de sangue periodicamente

sexta-feira, 6 de maio de 2011

Meu melhor amigo hétero rebolou com minha vara dentro dele 2

Fiquei de 4 e disse:
“Vem que agora eu quero que você me complete”
ele veio cheio de desejo, bateu na minha bunda, chupou minhas nádegas, apertou, chupou meu cuzinho e disse:
“Nem me lembro a quanto tempo desejo essa tua bunda, se você fosse uma mulher já tinha passado o rodo a muito tempo, mas agora num me importo se as pessoas de que gosto são mulheres ou homens, o que importa é eu sentir prazer” disse ele enquanto esfregava a rola na minha bunda, mas sem enfiar.
“Vai mete, mete logo”
Ele começou  a meter, entrou a cabeça, como ardia, a pica de Bruno é um pouco grossa demais.
“Mete logo de uma vez”, falei antes de meter a cara em um travesseiro e morder a fronha.
Ele meteu com tudo, ainda bem que eu estava mordendo a fronha, pois se não estivesse, eu teria gritado, nossa que pica grossa, estava todinha dentro de mim, sentia os poucos e pequenos pelos de Bruno tocaram minha bunda, eu estava muito excitado e ele também, Bruno me segurava pela cintura, alias estava me puxando em sua direção, ele começou o vai e vem devagar, mas tirando o pau quase todo de dentro de mim e enfiando de uma vez, realmente estava gostoso, Bruno era e é um metedor de primeira, ele acelerou e começou a bombar forte, eu tentava gemer o mais baixo que eu conseguia, mas com tanta excitação perdi o controle e soltei alguns gemidos altos, o Bruno também estava gemendo mais alto que eu, ainda bem que estávamos no primeiro andar, e os pais dele no dia estavam no térreo, estavam dormindo tranquilamente, enquanto nós, crianças, brincávamos de esconde-esconde, Bruno estava na velocidade 28, brincadeira, ele estava metendo o mais rápido que podia, e num era nem isso que fazia continuar excitado, o que me deixava excitado mesmo era o som dos ovos dele, batendo na minha bunda, o pau do Bruno começou a inchar, ele acelerou mais, se é que era possível, enfiou o mais fundo que conseguiu e gemeu alto, eu nesse momento tinha acabado de melar o travesseiro em que ele dorme, mas ele limpou, com a língua, fomos ao banheiro, nos lavamos e voltamos para a cama, ficamos o resto da noite nos beijando, e chupando, pouco antes de amanhecer, eu destranquei a porta e fomos dormir. Após uma longa e cansativa noite, Bruno e eu tínhamos um segredo, alias quase um pacto, ninguém saberia daquilo até......


meu blog, MSN e twitter são:

@paraaliviar



OBS: HJ VAI TER OUTRA FESTA, E VOU DORMIR NA KSA DE BRUNO DE NOVO RSRS


terça-feira, 3 de maio de 2011

TANQUINHOS EM QUE EU LAVARIA MINHA ROUPA

Que lindo, irmãos unidos
Colocou o chápeu para que a cabeça não esquentasse não é?

segunda-feira, 2 de maio de 2011

BUNDAS QUE NASCERAM PARA SEREM ENRABADAS

Essas bundas aqui merecem um, ou dois paus nelas, vejam e se deliciem como eu me deliciei.
Essas bundas merecem, ou não, ser admiradas!!

domingo, 1 de maio de 2011

MSN

Pessoal me adiciona no msn

Aggiungimi su msn
Add me on MSN
Agregarme en el msn
Добавить меня на MSN
ajouter moi sur msn
fügen Sie mich auf MSN 
add me ar MSN 


faminto_por@hotmail.com

Meu melhor amigo hétero rebolou com minha vara dentro dele

Pessoal eu tenho um grande amigo aqui em Palmeira, posso dizer até que é meu melhor amigo, esse meu amigo, que vou chamar de Bruno, é muito lindo, sabe ele tem 15 anos, como eu, só que ele é baixinho, diferente de mim, ele é bombado mesmo, eu sou só malhadinho, ele tem cabelos e olhos negros e uma pele muito branca, bem ele e eu fomos convidados para ir a uma festa de 15 anos de uma amiga nossa, lógico que não iríamos perder essa festa. Aliás nunca deixamos de ir em festa nenhuma.
No dia da festa tínhamos combinado entre nós e com nossos pais, que eu dormiria na casa de Bruno, já que ele morava muito perto do local da festa.
Naquela tarde, antes da festa, estávamos jogando nosso habitual vôlei de areia, contra outros dois amigos nossos, que não são importantes nessa história, bem como de costume ganhamos, somos uma dupla muito boa, ele na defesa e eu no ataque somos imbatíveis, esse é nosso passatempo, e nessa brincadeira logo deu 18:00hrs, corremos para casa dele, para nos trocarmos, pois antes da festa haveria uma missa em graças aos quinze anos de nossa amiga, somos católicos, Bruno foi tomar banho, demorado demais por sinal, saiu com a toalha na cintura, com os músculos da barriga, bem definidos, a mostra, eu brincando disse:

“Rapaz, para com as bombas que elas diminuem o precioso” disse eu tirando onda, porque sei que ele odeia quem diz que ele tomou bomba.

“Vai tomar no cu João, você sabe que eu num uso essas porra não” falou ele irritado enquanto tirava a toalha, nossa, já vi muito aquele pincel d Picasso, mas tenho q descrevê-lo. Um pedação de mal caminho, com pequenos sinais, em lugares estratégicos, uma cabeça rosada e em forma de cogumelo,como a minha. Como sempre nessas horas eu fico hipnotizado, mas dou um jeito dele não perceber meus olhares.
Corri logo para o banheiro, tomei aquele banhão lavando partes de meu corpo que eu nem conhecia antes, sai do banheiro como o Bruno, com a toalha na cintura, e fui me trocar, percebi, como sempre q o tamanho do meu pau, o impressionou como a todos, 18cm com 15 anos não é muito comum.
Brincando eu disse:
“Tira o olho Bruno, isso num é pro teu bico” falei brincando enquanto apertava no pau
“Sai dessa, estou olhando é para essa sua bundona, olha como ela me deixou” vi a maeca do pau na calça dele, (KKKK maldita seja minha bunda, sou tão assediado por causa dela), eu logo disse:
“Sai fora viado, aqui num se aproxima nada na forma cilíndrica”
Bruno começou a rir e eu também...
Terminamos de nos arrumar e fomos para a igreja, chegamos falamos com a nossa amiga e aniversariante, que vou chamar de Julia, e com os pais dela, sempre muito educados até o final da missa, quando a missa acabou fomos para festa, nossa a festa tava um show, nossa amiga contratou um ótimo DJ, dancei muito e com muitas garotas, não tava afim de mulher naqueles dias, mas só pra manter as aparências, claro, não sou de beber, mas a festa tava tão boa que bebi um pouco de whisky e vodka, pronto fiquei doido, dancei mais ainda e fiquei mais ousado com as garotas, tanto que levei um tapa, que foi motivo de piada do Bruno, eu fiquei bêbado mesmo, e bebi muito pouco, Bruno bebeu e ficou no mesmo estado que eu, mas já no final da festa, fomos embora umas 3 horas da manhã, chegamos na casa dele, entramos calados, fomos para o quarto, tomamos um banho, não ao mesmo tempo claro, e fomos no deitar, eu já dormi muito na casa do Bruno e tanto ele quanto eu gostamos de dormir pelados, então nos deitamos e eu brincando mostrei o pau pro Bruno e disse:
“Você num que me dar uma força aqui?” falei rindo. só resenha pois nunca tinha acontecido nada.
Mas ele foi com mão em direção ao meu pau, meu sorriso se desmachou, será que ele vai me masturbar, o infeliz para bem pertinho do meu pau e diz:
”penso que eu fosse né viado” falou rindo o filho da mãe
Bruno se levantou e apagou a luz, eu fiquei deitado pensando em como seria gostoso o Bruno me punhetando, só sei que o sono chegou tão rápido que nem percebi, só sei que me acordei naquela mesma noite sentido algo tocando o meu pau.
Fiquei sentido e era uma mão, o quarto tava escuro mas ainda dava pra ver a mão e o dono dela, Bruno claro,  Bruno estava me punhetando enquanto se masturbava também, e se o quarto tivesse totalmente escuro, ainda daria para ouvir os gemidos dele, (olha uma coisa digo, se você já masturbou ou chupou alguém enquanto dormia, saiba logo que a pessoa estava acordada, é impossível não se acordar), peguei na mão de Bruno, ele se assustou e tirou a mão, tentando fingir que estava dormindo, eu me sentei na cama e disse:
“Por que tu parou sei que tu tais acordado, somos amigos isso vai ficar só entre a gente continua vai” enquanto dizia isso peguei no pau dele também e comecei a masturba-lo, ele abriu os olhos e disse:
“Você não pode contar isso pra ninguém” disse ele preocupado
Ele fica tão lindo preocupado, que comecei  sorrir e disse:
“Relaxa, daqui num sai, agora você num quer chupar não hein?”
Ele ficou pensativo e fez que não, com a cabeça, então eu disse:
“Então deixa eu te chupar” cai de boca no pau dele, arrancando gemidos baixos dele, parei a chupeta, ele olhou para mim e perguntou:
“O que foi?”
“Só vou continuar se você me chupar, ninguém nunca vai saber mesmo, vai pow” falei enquanto subia pra a cama dele, eu tava em colchão no chão.
Bruno aproximou a boca do meu pau, meio receoso, olhou para mim e eu disse “vai”, ele colocou meu pau na boca devagar, ele tava sentido o gosto, a textura, a forma, tirou o pau da boca, olhou para mim e disse:
“É gostoso” ele abriu um sorrisão
Fui na direção dele e o beijei, foi uma sensação indescritível, o mundo desapareceu, naquele momento só existíamos ele e eu, dentro de um círculo de luz, cercados pela escuridão, coloquei minha mão em sua nuca, sabe puxando ainda mais para perto, eu invadia a boca dele com minha língua e ele chupava a minha língua, e depois era ele que enfiava a língua em minha boca e eu chupava, estávamos de olhos, eu passava as mãos nos cabelos deles que são muito macios e lisos, como os meus, mas tive que parar aquele momento único, pois a porta não estava trancada e eu não queria interrupções e surpresas, fechei a porta na chave, voltei e disse:
“Kra eu te quero a tanto tempo que nem acredito que isso ta acontecendo”
Ele começou a sorrir e disse:
“Então vamos aproveitar”
deitamos um de cada lado e fizemos um 69 muito bom, sabe a pessoa chupa melhor quando ta sendo chupada também.
Paramos , arfando, e Bruno disse:
“Eu quero você dentro de mim”
Olhei para ele, fiquei muito feliz com o que ele disse, coloquei ele de quatro e ele disse:
“Vai devagar, viu, eu nunca dei antes” disse ele preocupado
“Calma eu ainda não vou meter, vou chupar essa sua jóinha, antes de eu tirar esse seu selo”.
Cai com tudo no cu do Bruno, ele rebolava aquela bundona na minha cara, num sei se disse antes, mas ele é tão bundão quanto eu, eu enfiava a língua naquele reguinho,  e Bruno gemia, enfiei um dedo, ele gemeu mais, fiquei metendo esse dedo até ele se acostumar, depois meti mais um, e ele gemendo lá, até que ele perdeu a paciência e disse:
“Mete logo, porra”
Coloquei meu pau na entrada dele e disse:
“Faz força como se fosse cagar, que entra mais fácil”
Bruno fez força e eu forcei meu pau no cu dele, entrou a cabecinha e Bruno disse:
“Ai, ai ,ai dói muito”
“Relaxa depois passa, agora enfiar devagarzinho até ficar todo dentro e quando você quiser você fala que eu começo o vai-e-vem, blz?”
“Blz” falou ele gemendo.
Comecei a enfiar devagarzinho, eu estava muito excitado, eu deseja aquele cuzinho a não sei quanto tempo, e agora ele era meu, aquele cu era como imaginei, quente, apertado, um pouco escorregadio, muito pouco, e piscante, esse cu dele mastigava meu pau, realemente um cu perfeito.
“Esse cuzinho nasceu para levar rola, viu seu putinho” falei para Bruno quando enfiei meu pau todinho nele.
“Então come que agora ele é seu”
Que lindo ele, por isso que eu amo esse cara.
“O meu também vai ser teu” falei e vi que ele ficou feliz.
Comecei o vai-e-vem bem devagarinho, Bruno gemia baixinho, acelerei e comecei a massagear aqueles mamilos dele, cara ele quase não tem mamilos, serio muito pequenos, aquele cu dele devorava meu pau, eu num tava aguentando mais, Bruno estava de 4, mas fiz ele ficar de joelhos antes que meu gozo chegasse, acelerei as estocadas, peguei no peito dele, beijei sua nuca e orelha, gozei até ficar com as pernas bambas, fiquei de 4 e disse:
................................................


meu blog, MSN e twitter são:

@paraaliviar

NEGROS (FETICHE 8)

Se tem uma coisa que eu goste mais do que sexo é fazer sexo com negro, pq eles são mto fogosos e não tem medo d experimentar nada novo, negros são deliciosos (pedações d mau caminho).

olha o batechicote

q BUNDA linda e o pau tbm
eita coroa danado, se acabando no batom garoto
Ocorreu um erro neste gadget